Enfrentando a demanda da China por madeira: Uma análise do sistema de concessões florestais de Moçambique com perspectivas da província de Cabo Delgado

Export citation

Na última década, a China tornou-se o principal destino de exportação de madeira moçambicana. Esta reconfiguração do mercado veio acompanhada de crescentes críticas de atores de etnia chinesa da China continental e de outros lugares, que foram acusados de serem a origem da extração e do comércio ilegais de madeira, prejudiciais em termos ecológicos. Neste contexto, o objetivo deste artigo é examinar os esquemas de licenças e concessões madeireiras em Moçambique, os principais instrumentos que regem as operações de extração, e investigar as diferenças de comportamento entre os atores comerciais chineses e não chineses no que se refere a esses instrumentos. Usando os dados qualitativos e quantitativos disponíveis para a província de Cabo Delgado, a análise revela indicações de diferenças na medida em que os operadores de madeira chineses e não chineses conseguem operar na esfera legal apesar de o cumprimento dos requisitos formais ser incompleto. A observação sugere que os actores chineses poderiam se adaptar positivamente a um ambiente em que as leis fossem aplicadas mais eficazmente.
Download:

DOI:
https://doi.org/10.17528/cifor/006296
Altmetric score:
Dimensions Citation Count:

Related publications

Get the CIFOR latest news